sábado, 17 de setembro de 2011

Ela foi até o fim - Meg Cabot


  • Editora: Galera
  • Autor: MEG CABOT
  • Ano: 2010
  • Edição: 1
  • Número de páginas: 400
  • Classificação: 

Sinopse:
Lou Calabrese é uma roteirista de sucesso - já escreveu vários roteiros de ação que renderam milhões de bilheteria e até ganhou um Oscar! O problema é que seu namorado, o grande astro do filme, resolveu trocá-la pela estrela principal - e agora Lou terá que provar que conseguirá passar por tudo para esquecê-lo e, no caminho, talvez até encontre o verdadeiro amor.




E ae pessoas!

Hoje, vou falar da resenha do livro Ela foi até o fim, da nossa queridíssima Meg Cabot. De todas as críticas que já li sobre a autora e seus livros, a maioria delas é elogiando as histórias que a autora cria, e sua forma de escrever e formar o enredo.
Bem, há muito tempo, e eu acho que muitos aqui sabem disso, sou um fã de carteirinha da autora, apesar de não ter acompanhado desde o início a tragetória, no que se diz respeito aos livros da mesma.

Ela foi até o fim, é um livro que eu comprei a mais de um ano atrás, e só tive disposição de lê-lo agora, no momento. É um livro classificado, no nível para adultos da autora, tanto este quanto A Rainha da fococa
O livro trata a história de uma renomadíssima roteirista, e ganhadora do Oscar, por um de seus filmes. Lou Calabrese, a personagem principal da história, escreve filmes, e que em sua maioria, são recordes de bilheteria.
Ela tinha um relacionamento estranho a mais de 10 anos com um ator não muito conhecido; que se torna o ator principal do seu novo filme, porém ele se apaixona pela estrela principal do elenco, e se casam de um dia para o outro.
A partir daí, surgem vários acontecimentos, dos quais ela nunca imaginara que ocorreriam em sua vida. E que fazem com que sua vida mude completamente de tragetória.

Quando eu comecei a ler o livro, eu já tinha a impressão de que o livro se tratava de um romance divertido, porém voltado mais para o público adulto e afins; a história como um todo é bem bolada; divertidíssima; e realmente não dá vontade de parar de ler. 
Só achei que faltou mais incremento no desfecho da narrativa; a Meg, meio que acelerou o fim do romance; ficou com um gostinho de quero-mais.
Mas como já havia dito, é uma história divertidíssima. O livro dá pra ler em um dia!!!

2 comentários:

Gih Pinheiro disse...

Vi esse livropela primeira vez numa livraria da minha cidade, gostei da capa e li a sinopse, simplesmente adorei! Ainda não tive a oportunidade de lê-lo, mas pretendo!

Beijos

http://kastmaker.blogspot.com/

Ana Carolina Nonato disse...

Olá!

Eu não gosto muito da Meg e isto é fato (embora,se fosse preciso, leria outros livros dela - uma leitura sempre vale a pena!)... Mas eu gostei da sua resenha! Eu confesso que nem sabia que a Meg tinha essa diferença entre público jovem e público adulto.
Posso fazer uma sugestão? x.x Nas próximas resenhas, você poderia falar mais sobre as personagens, a estrutura do livro... E tome cuidado com as vírgulas! Elas estão travando a leitura em muitos momentos.

Abraços!

Ana Carolina Nonato
Seis Milênios

Postar um comentário

Fique a vontade para expressar sua opinião sobre o post acima, mas evite cometer ataques pessoais; e não use esse canal para degredir alguém.

Aviador Read
Ler é o que importa...