sábado, 7 de janeiro de 2012

A pirâmide vermelha - Rick Riordan

Editora: Intrínseca
Autor: Rick Riordan
Ano: Nov/ 2010
Edição: 1
Número de páginas: 445
Classificação:  4/5

Sinopse:

Na obra "A Pirâmide Vermelha", os irmãos Carter e Sadie Kane vivem separados desde a morte da mãe. Sadie é criada em Londres pelos avôs e Carter viaja o mundo como o pai, o Dr.Julius Kane, um famoso egiptologista. Levados pelo pai ao Bristish Museum, os irmãos descobrem que os deuses do Egito estão despertando. Para piorar, Set, o deus mais cruel, tem vigiado os Kane. A fim de detê-lo, os irmãos embarcam em uma perigosa jornada em busca que revelará a verdade sobre sua família e sua ligação com uma ordem secreta do tempo dos faraós.

E aí galera!

Esse é o meu primeiro livro que leio do Rick Riordan, e eu já tinha a impressão que iria gostar dos livros do autor. A começar pelo enredo e da proposta do autor; que atualmente não é tão comum no mundo jovem de hoje; cheios dos romances sobrenaturais, vampiros lobisomens e "cia ltda".
Logo no ínico da leitura dá pra perceber que Riordan traz uma narrativa sadia, cheia de mistérios, típica de uma leitura jovem-infantil.

Achei incrível a forma como ele conta a história do antigo Egito, colocando fragmentos na sua narrativa, como se sua história fizesse parte do passado do Egito. A narrativa é uma super viagem aprofundada no coração do antigo Egito; nunca iria saber que a cultura egípcia é tão vasta, interessante e impressionante!

O livro conta a história de Carter e Sadie, irmãos que por circuntâncias familiares, forma criados separados; Carter com o pai, Sr. Julius e Sadie com seus avós maternos em Londres. O autor descreve muito bem as personalidades de seus personagens principais: Carter, um garoto que só vive viajando com o pai que é obcecado pela cultura egípcia; pela descrição parece ser um garoto bastante tranquilo e comum; já Sadie, toda vez que a história passa a ser contada por ela (o livro é divido, parte da história é narrada por Sadie e Carter); sabemos que virá diversão, por parte da maneira como ela enxerga os fatos, totalemente irreverente e divertido! Sadie é mais uma daquelas adolescentes revoltadas da nossa geração.
A história começa de verdade depois que acontece uma certa confusão provocada pelo Sr. Julius no British Museum; a partir daí que a narrativa toma vez.

O livro é tão rico em informações, que dá a impressão de está estudando; como disse; eu não sabia quase na da do Egito, pra mim, era uma cultura pequena; mas a partir da leitura, descobrimos que o egito foi uma cultura de impotante valor na antiguidade, mas que infelizmente nos tempos atuais não tem recebido o mesmo valor que antigamente.

O livro é super indicado para leitura nas férias!

1 comentários:

. pamela moreno santiago disse...

Já viu a promoção que ta rolando solta no blog O Leitor?
Ainda não?
Então corre, que até o dia 05 de Fevereiro você ainda pode concorrer a um dos 6 livros que estão sendo sorteados.
Beijos e espero você lá,

Pamela.

Postar um comentário

Fique a vontade para expressar sua opinião sobre o post acima, mas evite cometer ataques pessoais; e não use esse canal para degredir alguém.

Aviador Read
Ler é o que importa...